Traficante mais procurado da BA é preso
TRÂNSITO AO VIVO
WhatsApp: 71 9206-5826
sábado, 20 de dezembro de 2014
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Segurança

Traficante mais procurado da BA é preso

por
Silvana Blesa
Publicada em 27/09/2010 23:18:50

Depois das prisões e transferências dos maiores traficantes da Bahia, Genilson Lino da Silva e Cláudio Eduardo Campanha da Silva, que se encontram custodiados em presídios de segurança máxima em outros estados, a polícia capturou o traficante César Dantas de Resende, 39 anos, mais conhecido como “Lobão”.

O acusado era o mais procurado pela polícia baiana, por comandar o tráfico de drogas em vários bairros da capital, além de ser suspeito de várias execuções e assaltos a banco.

Ele foi preso ontem pela manhã, no estado de Goiás, durante uma operação realizada pelo Comando das Operações Especiais (COE), em conjunto com a Polícia Civil e a Superintendência de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP), na qual, sete pessoas ligadas à quadrilha também foram presas em Salvador.

Os nomes dos presos ainda não foram divulgados. Conforme a polícia, Lobão era o sucessor do traficante Eberson Souza Santos, o Pitty, do Comando de Paz, morto em agosto de 2007, em uma troca de tiros com a policia no município de Candeias.

Lobão foi trazido para Salvador e deve ser apresentando à imprensa ainda hoje. A polícia estava investigando o paradeiro do traficante desde 2008. Após a morte de “Pitty”, Lobão passou a liderar a logística do tráfico de drogas nos bairros da Federação, Boca do Rio, Santa Cruz, Nordeste de Amaralina e Cidade Nova, além de comandar assaltos a bancos na Região Metropolitana de Salvador.

A polícia também atribui a ele a chacina do Alto das Pombas, ocorrida em 11 de junho de 2008, que deixou quatro pessoas mortas e outras duas feridas, devido a disputas de ponto de drogas com traficantes rivais.

Nas delegacias da cidade, várias fotos dos mais procurados pela polícia são estampadas, inclusive a de Lobão. Conforme a polícia, Lobão cumpriu pena na Penitenciária Lemos Brito por assaltos a bancos no município de Simões Filho.

Ele também já foi preso por tráfico de drogas pela Polícia Federal e Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), e por assalto na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR). Após a prisão do traficante Campanha, que comandava o tráfico em Salvador escondido em um sítio em Fortaleza (CE), Lobão, temendo ser o próximo na mira da polícia, se escondeu em Goiânia.

Na cidade, ele montou uma empresa de revenda de carros para despistar ação dos agentes e no momento da prisão, estava acompanhado da esposa.

A polícia afirma que Lobão continuava gerenciado o movimento do tráfico em Salvador, e por meio do celular, dava ordens a seus comparas em diversos bairros comandados pelo Comando de Paz, além de ter ligação com vários detentos do Presídio Salvador que também mantinham contato através do aparelho celular.

Mãe de Floquet é detida em operação

Selma Floquet, mãe do traficante Leandro Floquet, foi presa ontem, durante uma operação do Centro de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil. Ela e outras três pessoas são acusadas de envolvimento com tráfico de drogas. Eles estão custodiados na sede do COE. A polícia ainda não informou as circunstâncias que levaram à prisão dos quatro acusados.

Léo Floquet, apontado como líder do tráfico de drogas na região do Alto das Pombas, foi morto em uma troca de tiros com policiais na Boca do Rio. Eram atribuídas a ele inúmeras acusações, que vão de assassinatos à execução de um policial militar, além de envolvimento na chacina do Alto das Pombas.

De acordo com agentes da 7ª CP, Floquet comandava o tráfico de drogas na localidade de Alto das Pombas e pertencia ao grupo de Genílson Lina da Silva, conhecido como o “Perna”, mas brigou com o criminoso e se aliou a Josevaldo Bandeira, conhecido como Val Bandeira, apontado como integrante do bando de Eberson Souza Santos, o Pitty.

O objetivo de Lobão, suposto mandante da chacina, de acordo com a polícia, era assumir o tráfico em Alto das Pombas. Leandro Floquet havia sido preso este ano, mas conseguiu habeas corpus e foi solto. (TR)

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE