TRÂNSITO AO VIVO
domingo, 23 de abril de 2017
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Política

Deputados da base reforçam necessidade de acordo

por
Fernanda Chagas subeditora
Publicada em 08/02/2012 01:27:50

 Os deputados estaduais Pastor Sargento Isidório e Capitão Tadeu, ambos socialistas e integrantes da base governista, reforçaram ontem o pedido ao governo estadual de que um acordo seja selado o quanto antes, afim de se evitar uma possível invasão das Forças Armadas à Assembleia Legislativa, onde os grevistas e familiares estão acampados, e o resultado seja drástico. 


Temendo o pior, Sargento Isidório, que permanece o tempo todo nos arredores da AL, se deslocou na noite de ontem até a Governadoria em busca de uma audiência com o governador Jaques Wagner. Recebido pelo secretário de Relações Institucionais, Cezar Lisboa,  ele o teria alertardo que a questão agora não é financeira, mas sim a liberdade dos grevistas. “Fui avisar que a operação é perigosíssima, pode resultar em derramamento de sangue, sem falar que, se houver prisão, a greve não vai acabar, como se espera.

A vaidade, o orgulho nesse momento têm que ser deixados de lado. Estou orando por isso”.  O parlamentar, que esteve à frente do movimento grevista de 2001, na última segunda-feira chegou a desafiar os soldados do Exército em defesa dos militares. “Se é para matar policiais, me mate primeiro”.

Mais além, Capitão Tadeu disparou que: “Estou me posicionando como pacificador para que não ocorra uma tragédia e defendo que os policiais tenham seus direitos respeitados e sejam anistiados”. Sem hesitar, o socialista questionou ainda o porque que “a presidente Dilma (Rousseff), defendendo a democracia e a luta contra a ditadura, assaltou bancos e sequestrou pessoas e pode ser anistiada e quem cometeu erros em um ato de desespero, na defesa dos seus direitos, não deve ser perdoado? Ele assume que errou e já pediu perdão”, pontuou, em referência a Marcos Prisco, eleito líder do movimento pela maioria dos colegas de profissão.

Enquanto isso, por proposição do deputado Nelson Pelegrino, a bancada do PT na Câmara Federal aprovou ontem uma nota de apoio ao governo e ao parlamento e de solidariedade na condução das ações que visam retomar as condições de civilidade e normalidade nas cidades baianas, especialmente na capital do estado”. As manifestações reivindicatórias por melhorias das condições de trabalho são respeitadas e apoiadas pela bancada, conforme atestam os petistas. “Porém, consideramos desmedida a ocupação armada da sede do Poder Legislativo local”.  (FC)
SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE