FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Segurança

Quadrilha do Coqueirinho tinha até trilha sonora

Publicada em 04/10/2012 00:01:00
Foto: Ascom/PC
Parede marcada com as iniciais de Tiago Cabeça, o CB
Parede marcada com as iniciais de Tiago Cabeça, o CB

Para mostrar seu poderio,  Tiago dos Santos Matias, o Tiago Cabeça, também conhecido como Tiago CB ou simplesmente Seboso, criou o “Bonde do CB”, que possuía trilha sonora. Composta por autor ainda ignorado, a canção, no ritmo de funk, circulava nos celulares dos comparsas, exaltando a personalidade do traficante. 

Tiago CB assumiu o tráfico no Alto do Coqueirinho após a prisão de “Betão”. “Braço-direito” do traficante, Tiago planejava tomar para si o controle do tráfico no bairro, mandando, inclusive, pichar suas iniciais nas paredes da comunidade, da qual conseguia apoio e cumplicidade na região oferecendo gratuitamente TV a cabo e material de construção.

Na tarde de terça-feira (2/10), ele foi encontrado pela polícia. Seboso atirou e acabou baleado, morrendo quando era atendido no Hospital Menandro de Farias, em Lauro de Freitas. Uma pistola, calibre 380, com numeração raspada, utilizada pelo traficante no confronto, foi apreendida.

 

Deflagrada na sexta-feira (28), a operação Orion cumpriu três mandados de prisão contra Roberto dos Santos, o “Beto” ou “Betão”, que liderava o tráfico no Bairro da Paz e Alto do Coqueirinho; Fabiano Santos Ferreira, o “Cachaça”, comparsa de “Betão”, ambos custodiados no Complexo da Mata Escura, e José Rinaldo da Silva, o “Ronaldo”, responsável pelo transporte do bando, das armas e das drogas. Aline de Jesus Santos, que guardava as armas da quadrilha, foi presa no sábado (29).

Mais de trinta e quilos de maconha, 200 gramas de cocaína, duas espingardas calibre 12, um rifle calibre 38, um revólver calibre 32, munições de diversos calibres e um rádio transmissor foram apreendidos durante a Operação Orio

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE