FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Comportamento

Frizz nunca mais! Veja dicas para evitar e disfarçar os fiozinhos arrepiados

por
Ligia Helena/iG São Paulo
Publicada em 17/04/2013 10:46:13
Foto: Getty Images
Nem a duquesa Kate Middleton está livre do frizz. A fama e a realeza não foram suficientes para combater a umidade de Cingapura,
Nem a duquesa Kate Middleton está livre do frizz. A fama e a realeza não foram suficientes para combater a umidade de Cingapura, e o cabelo arrepiou

Quando o assunto é cabelo, há uma coisa que todos têm em comum: o frizz. A palavra em inglês denomina os fios arrepiados que atrapalham o penteado e tiram as mulheres do sério. Cabelos lisos, ondulados ou crespos, todos podem ser vítimas do frizz. Nem a duquesa Kate Middleton, famosa pelas madeixas sedosas, escapou.

Mas nem tudo está perdido: conversamos com Marcos Proença, Julio Crepaldi e Gil Scawia, três top cabeleireiros que ensinam como evitar o problema, e, no caso dos arrepiadinhos já terem se instalado, como disfarçar.

Antes de começar a tratar, porém, é bom entender o que causa o frizz, para saber então como combatê-lo. “Tanto o excesso quanto a falta de umidade são provocadores do frizz”, explica Julio Crepaldi, cabeleireiro do salão Galeria, em São Paulo. “Quando o cabelo está ressecado, sem hidratação, com as cutículas abertas, absorve umidade do ar e pode ficar arrepiado. Além disso, esfregar a toalha nos cabelos, depois de lavar, também deixa o cabelo mais propenso a ter frizz, por causa do atrito entre a toalha e os fios.

Então o primeiro passo para garantir cabelos em ordem é tratar. Fios ressecados arrepiam mais fácil, então não deixe de condicionar e hidratar. “Mesmo quem tem cabelos oleosos precisa de condicionador todas as vezes em que lavar os fios”, afirma Gil Scawia, cabeleireiro do SettNandi Spa & Hair, em São Paulo. Neste caso, a dica é aplicar o produto nas pontas, nunca na raiz, e enxaguar bem. Desta forma o cabelo não fica nem com aparência oleosa, e já está no caminho certo para eliminar o frizz.

Como a umidade é mocinha e vilã no caso do frizz, é preciso equilíbrio. “É bom usar produtos que selam os fios, desta forma a umidade boa, do cabelo hidratado, não ‘sai’, e a umidade ruim, do ar, não ‘entra’ no cabelo”, aconselha Crepaldi. Produtos sem enxágue, como cremes para pentear, óleos para os cabelos e silicones ajudam a blindar os fios, e são ótimos aliados para quem quer distância dos arrepiados.

Na hora de secar, o ideal é não usar vento. “Recomendo passar o produto sem enxágue do meio até às pontas dos cabelos, e bem pouquinho, o resíduo que sobrou nas mãos, perto da raíz. Aí então deixe o cabelo secar ao natural”, sugere Crepaldi. Mas a dica só vale se houver tempo para deixar os fios secarem dentro de casa. “Nem a Gisele Bündchen fica com cabelo bonito se secar o cabelo ao natural na rua, com vento e poluição”, diverte-se Scawia.

A melhor estratégia para reduzir o vendaval do secador de cabelos é usar um difusor, aquele acessório que encaixa no bico do aparelho e deixa passar o calor, mas não o vento. Na falta de um difusor, é possível improvisar com a dica preciosa de Scawia: “Amasse os cabelos com uma toalha, segure perto da raiz e posicione o bico do secador na toalha, que vai ajudar a distribuir o calor, sem vento”.

Se o frizz já se instalou nos cabelos, nada de desespero: “Aplicar um pouquinho de óleo próprio para cabelos nos fios secos ajuda a controlar os fios”, diz Marcos Proença, cabeleireiro e dono do salão que leva seu nome, na capital paulista. Scawia sugere usar o jato frio do secador para abaixar eventuais fiozinhos rebeldes. E pente antiestático ou os clássicos de madeira também ajudam. Se nada mais der resultado, um jato certeiro de spray fixador e pente fino seguram os fios no lugar. E pode dar adeus ao frizz!

 

 

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE