Conheça as doenças do intestino
TRÂNSITO AO VIVO
quarta-feira, 22 de outubro de 2014
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Saúde

Conheça as doenças do intestino

por
Kelly Cerqueira
Publicada em 27/06/2013 04:35:36

Seu intestino mudou? Esta pergunta que dá nome à campanha lançada pelo Grupo de Estudos das Doenças Inflamatórias Intestinais do Brasil (Gediib) quer chamar a atenção dos brasileiros em relação aos cuidados que todos devem ter com o intestino.

O projeto educativo de conscientização surgiu após revelação de pesquisa realizada no Brasil e em países da Europa que revela o comportamento equivocado das pessoas diante de problemas relacionados ao órgão. De acordo com o estudo realizado em março deste ano em seis capitais brasileiras, muitas doenças inflamatórias intestinais têm os sintomas ignorados ou ocultados pela automedicação, o que acaba dificultando o tratamento.

Este é o caso de sintomas como dores abdominais. De acordo com o estudo, 46% dos entrevistados que sofrem deste distúrbio preferem se automedicar, como também acontece com os 61% que responderam tomar remédio por conta própria ou ingerir bebidas caseiras quando estão com diarrereia frequente. Outro problema relacionado ao intestino, a eliminação de sangue nas fezes, também é ignorado pelos brasileiros segundo a pesquisa. 39% das pessoas que participaram dos estudos disseram que optam pela espera até que o sintoma passe.

O que muita gente não sabe é que estes sintomas podem ser sinais preocupantes de problemas no intestino, entre elas a doença de Crohn e Retocolite Ulcerativa. O desconhecimento da gravidade das doenças inflamatórias intestinais preocupa especialistas da área e deu origem à campanha lançada pela Gediib, grupo que reúne profissionais de diversos estados do país.

De acordo com a médica Genoile Santana, representante do Gediib em Salvador e coordenadora do Ambulatório de Doenças Inflamatórias Intestinais do Hospital das Clínicas da Universidade Federal da Bahia, tanto a doença de Crohn quanto Retocolite Ulcerativa são enfermidades crônicas que ainda não possuem causas claramente definidas. “Sabemos que alguns fatores contribuem no aparecimento destes distúrbios como predisposição genética e alguns hábitos”, explicou a especialista.

Segundo ela, sintomas como dores abdominais, diarreia, perda de peso e fortes febres podem ser sinal de uma doença inflamatória intestinal. “Se todos estes sintomas acontecem ao mesmo tempo e permanecem de quatro a seis semanas, a pessoa deve procurar um especialista com urgência”, continuou a médica.

A colonoscopia é o exame responsável por detectar estes tipos de doença, que se não tratadas no início, podem ser responsáveis pelo aparecimento de cistos, destruição da mucosa dos intestinos, além de complicações mais graves como a perfuração do órgão. “Com o diagnóstico obtido na fase inicial, o tratamento pode ser feito com medicamentos, que inclusive são disponibilizados gratuitamente pelo estado”, ressaltou Genoile. O calendário da campanha de conscientização das doenças inflamatórias do intestino inclui ações educativas em alguns pontos de Salvador, mas ainda não têm data definida. 

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
CAPA DE HOJE
PUBLICIDADE