Depilação: Cuidados com a sobrancelha
TRÂNSITO AO VIVO
domingo, 26 de outubro de 2014
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Moda

Depilação: Cuidados com a sobrancelha

por
Acorda Cidade
Publicada em 05/08/2013 17:27:22
Foto: Ilustração

Você é do tipo que arranca pelinhos da sobrancelha todo santo dia? Não pode ver um pelo pra cima ou fora do lugar? Vai ao salão ou tira em casa, com pinça?

A obsessão com essa parte do rosto e seus pelos fora de ordem pode causar problemas, por isso, é bom ficar de olho vivo nos cuidados que precisam ser tomados.

Segundo o médico dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, os pelos da sobrancelha têm a função de proteger os olhos contra o suor e contra agentes externos- por isso, seu ciclo de vida não é igual ao do cabelo, por exemplo. 

"Eles nascem, crescem e caem num período de aproximadamente quatro anos, e a velocidade chega só a 0,2 centímetros ao mês, dependendo de caracterísitcas hereditárias e genéticas", explica.

Sem sobrancelha?
É por essas características específicas que, muitas vezes, quando se retira um pelo da sobrancelha, ele acaba não nascendo de novo.

O resultado? Muitas mulheres que gostavam, em certa época, de sobrancelhas finíssimas, hoje não têm mais pelos para mudar o formato da região. 

Outras tiram em casa um pelo que acabara de nascer e acabam mudando de vez o formato que havia sido definido por um profissional. 

Esse problema tem solução, mas elas não são baratas. "Se houver alguma célula da matriz do pelo poderá haver o crescimento de uma nova linhagem, sim", diz o médico.

E, para estimular esse desenvolvimento, a medicina dá uma ajuda valiosa, que vai desde medicamentos de uso tópico, como o minoxidil (também usado para combater a queda de cabelo) ou a prostaglandina, encontrada em um colírio para glaucoma, que faz os pelos crescerem de novo, e já está sendo usada até mesmo em máscaras para cílios com essa função.

Uma solução mais drástica - e também mais moderna! - é o "transplante de sobrancelhas", quando se implanta pelos do couro cabeludo no local. Esse método já está sendo usado também em pacientes que perdem os pelos devido a quimioterapia ou outras doenças.

 

 

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
CAPA DE HOJE
PUBLICIDADE