FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Cidade

Verão e Copa 2014 elevam a procura por aluguel de temporada em Salvador

por
Noemi Flores
Publicada em 07/12/2013 10:33:38
Foto: Reginaldo Ipê
Imóveis no circuito Barra-Ondina são muito procurados
Imóveis no circuito Barra-Ondina são muito procurados

Com a proximidade do verão, no próximo dia 21, o setor imobiliário, especificamente de casas e apartamentos mobiliados, começa a aquecer o mercado de acordo com especialistas no ramo. A procura está sendo maior que a do ano passado em torno de 15 a 20% para o Carnaval, em fevereiro/março, e a Copa do Mundo, junho/julho. Os  imóveis estão em torno de R$ 2 mil a  R$ 7 mil, por mês, em locais como Barra, Ondina e Stella Maris e o perfil dos que procuram são famílias do Sul do país e do exterior.

De acordo com o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), Samuel Prado, “a procura está sendo maior, não só pelo Carnaval como para a Copa. E os locais são sempre as imediações do circuito de Carnaval que é a Barra, Ondina e Campo Grande”, afirmou. Ele destacou que “já existe gente procurando imóveis para alugar nos meses de junho e julho por conta da Copa do Mundo”.

Prado explicou que o ano passado, o aluguel para temporada não foi bom e muitos imóveis ficaram sem ser alugados. “Embora o aluguel para temporada não viva só para estes eventos, já que Salvador tem eventos o ano todo. Mas este ano, a perspectiva é de um Carnaval melhor com mais ênfase e segurança e um período maior também na época da Copa do Mundo”, destacou.

A mesma opinião tem o gerente do Departamento de Locação da Blanco Imobiliária, Cláudio Gomes de Castro. “A procura para o Carnaval está grande e também para a Copa. Estamos fazendo o cadastro das pessoas que nos procuram ou por telefone ou e-mail. Por enquanto, o nosso foco é o Carnaval, com muita procura principalmente este ano, que é o último do Chiclete com Banana”.

A expectativa é de que crescimento continue

O gerente também lamentou que no ano passado a oferta fosse maior que a procura, pois a imobiliária só alugou 45 imóveis. Mas, esperançoso, disse que neste ano já estão tendo um aumento considerável em torno de 15 a 20% de procura por imóveis. O perfil das pessoas que procuram, apontado pelo corretor, geralmente é formado por famílias, um casal ou mais de um, acompanhados de filhos, geralmente crianças. “Com este perfil, geralmente querem casa, ou apartamento de dois a três quartos ou mais, com piscina, ar-condicionado. Enfim, toda a infraestrutura moderna para lazer, descanso e comodidade”, declarou.

Para se ter uma ideia de valores, se alguém quiser alugar para temporada, de acordo com o preço apurado em algumas imobiliárias da cidade, neste momento uma casa com três quartos e piscina em Stella Maris pode ser encontrada por R$ 2 mil, por um mês. Na Barra um apartamento de três quartos com toda a infraestrutura,         R$ 3,200, ao mês, um quarto/sala está por         R$ 1,800, mesmo período.

Entretanto, no Carnaval  os imóveis que ficam no circuito Barra/Ondina apresentam outros valores. Por exemplo, imóvel de três a quatro quartos, o valor fica em torno de R$ 6  mil a R$ 7 mil e um de dois quartos no valor de R$ 5 mil. Já para a Copa do Mundo podem sofrer um acréscimo de 5 a 10%, segundo a maioria dos corretores consultados. Embora os locais perto da praia ainda continuem sendo os preferidos, o foco maior de procura para o grande evento esportivo é imóveis nas imediações da Arena da Fonte Nova, que fica no bairro de Nazaré.

Em relação aos valores que serão aplicados em imóveis para a Copa do Mundo, Castro disse que “não adianta o proprietário pedir um valor muito alto porque as pessoas não vão pagar. Na Copa serão só dois jogos aqui na Bahia”, sinalizou, acrescentando que é importante frisar que tanto a pessoa que procura imóvel para alugar como o proprietário devem procurar uma empresa especializada, com profissionais registrados no Creci, para segurança tanto de um como de outro.

Ele conta como é feito o procedimento: “Nós cadastramos o imóvel, fazemos um check list de tudo que há no interior e um chek-in do cliente, com análise de cadastro, e pedimos uma caução para resguardar os bens do proprietário”, concluiu.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Edição Online
(71) 3022-6046
Av. Magalhães Neto, 1856, Ed. TK Tower - Sala 619
Edição Impressa
(71) 3321-2161
Rua Djalma Dutra, 121, Matatu