FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Cidade

Morre o baterista Paulo César Perrone

Publicada em 28/12/2013 09:18:34

O baterista da Estakazero foi vítima de uma saidinha bancária em julho de 2011, quando levou um tiro na cabeça, e morreu de parada cardíaca na madrugada dessa sexta-feira (27/12).

A notícia foi dada pela irmã do ex-baterista, Lidiane Roriz, pelo Facebook. "Caros amigos, é com muita dor que comunico o falecimento de Paulo Perrone. Ontem [sexta-feira] ele teve uma complicação e sofreu uma parada cardíaca. Não resistiu."

A banda Estakazero distribuiu a seguinte nota: " Foi com muita tristeza que a família Estakazero recebeu na manhã de hoje a notícia do falecimento do nosso baterista Paulo Perrone. O músico sempre foi parceiro e companheiro de todos, um rapaz que tinha uma vida pela frente que foi tirada pela violência que assola Salvador. Perrone lutou bravamente pela sobrevivência, mas Deus escolheu o descanso para ele. Nos da Estakazero sofremos e lamentamos muito com a triste notícia. 

Pedimos aos órgãos públicos responsáveis pela segurança em Salvador, que a violência sofrida por Perrone sirva de exemplo para que novos casos como este não se repitam com tanta frequência na cidade. Que a tristeza e revolta que a gente e os parentes e amigos do músico estamos sentindo não sejam comuns nas famílias baianas. Desejamos que Deus abrande os corações de todos que estão, como a gente, abatidos com a partida de Perrone."

O assalto

Imagens gravadas na área externa do Centro Empresarial Iguatemi, interior da agência Bradesco e lojas comerciais da Rua Jaracatiá, no Caminho das Árvores, mostram que o baterista Paulo César Perrone Souza Júnior, 32, foi vítima de saidinha bancária. Os homens que abordaram o músico estavam na agência escolhendo a vítima.

Ficou provado que um dos assaltantes, que disparou a arma contra Perrone, estava sentado e o tempo todo ao telefone, bem próximo ao caixa 4, que atendeu o músico. 

Um dos momentos importantes na sequência das imagens é a saída. Na porta giratória, Perrone tem à sua frente o condutor da moto que iria abordá-lo e às suas costas aquele que faria os disparos contra ele. O músico foi baleado na cabeça, pouco depois das 13h30, no Caminho das Árvores.

O veículo de Paulo César, um Fiat Uno, foi abordado pelos dois homens em uma moto. Após balearem o artista, o carona desceu da motocicleta e abriu a porta traseira do carro, para apanhar o envelope do qual retirou o dinheiro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Edição Online
(71) 3022-6046
Av. Magalhães Neto, 1856, Ed. TK Tower - Sala 619
Edição Impressa
(71) 3321-2161
Rua Djalma Dutra, 121, Matatu