TRÂNSITO AO VIVO
domingo, 28 de maio de 2017
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Cidade

Cadeiras anfíbias permitem aos deficientes físicos entrar no mar

A praia adaptada para deficientes físicos é uma criação da Secretaria Cidade Sustentável (Secin)

Publicada em 27/01/2014 07:32:58

O banho de mar em cadeiras anfíbias para os portadores de deficiência física já é uma realidade neste Verão de Salvador, com a abertura do Para-Praia, corrida na manhã de sábado – 25/01, na Praia de Ondina, em frente ao IBR – Instituto Brasileiro de Reabilitação.

A própria praia foi cenário do café da manhã de abertura, que contou com a presença do Prefeito ACM Neto; do secretário municipal da Cidade Sustentável, Ivanilson Gomes; do representante da Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos,  Alexandre Baroni; e da presidente da Associação Baiana de Deficiente Físico (Abadefi), Luiza Câmara, além de um grande público formado por deficientes, familiares e amigos.

A praia totalmente para deficientes físicos é uma criação da Secretaria Cidade Sustentável (Secin), através da Prefeitura de Salvador. Em Ondina, a primeira edição do Para-Praia acontece até o dia 16 de fevereiro, sempre aos sábados e domingos, equipada com cadeiras anfíbias flutuantes, piscina, espaços para atividades recreativas, banheiros especiais, sombreiros, tendas e pistas de acesso à praia. Logo após a cerimônia de abertura, as cadeiras anfíbias começaram a ser usadas pelos banhistas, que já aguardavam ansiosos para entrar no mar com total segurança, sempre acompanhados por alunos e professores do curso de fisioterapia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

 “Uma sensação de liberdade”, afirmou Luiza Câmara ao sair do mar. Ela, que por 20 minutos trocou sua cadeira de rodas pela anfíbia, disse que está torcendo para que o projeto dê certo. “Fui a primeira mulher a entrar no mar. Vou ligar para todo mundo vir pegar uma praia”, comentou feliz.

O Para-Praia também foi aprovado por Daniel Licio Sampaio, que já frequentou a praia em Ondina com a família. “Esta é a única que tem rampa de acesso, mas que não vai até o mar e dificulta a utilização de uma cadeira de rodas normal. Eu não vinha à praia por esta e outras dificuldades que o deficiente encontra para desfrutar do lazer na cidade. Com o Para-Praia ficou muito melhor, mas torço para que seja realizado o ano inteiro e não só no Verão”, disse.

Muito elogiado pela iniciativa, o Prefeito ACM Neto afirmou que todo projeto da nova orla respeita a acessibilidade para que todas as praias possam receber as pessoas com deficiência física. “A acessibilidade também vai permitir que esse projeto possa ser estendido também para outras regiões da cidade. É nossa intenção que este projeto aconteça o ano inteiro”, afirmou ACM Neto.

Para Ivanilson Gomes, a Secretaria Cidade Sustentável se orgulha de poder realizar este projeto por entender que todo cidadão tem o direito a usufruir de tamanha beleza natural, como é o caso das praias de Salvador. “Acessibilidade é um dos princípios básicos de uma cidade sustentável. Vivemos em uma península, cercados de mar por todos os lados, e as pessoas com deficiência têm muita dificuldade de lazer nesses espaços. Por isso o Para praia chegou em Salvador. Para dar acesso a esporte e lazer a quem sempre teve dificuldades”, comentou o secretário.

Experiência bem-sucedida

O Para-Praia conta com apoio de Salva Vidas e educadores físicos. A expectativa é que em média 30 pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida desfrutem com segurança do verão de Salvador. Criado há 4 anos no Rio de Janeiro, o projeto é uma realidade e acontece todos os dias na Praia de Copacabana. Este tipo de ação também foi desenvolvida com sucesso em várias cidades do país, como Cabo Frio, João Pessoa e Recife.

Segundo o censo do BGE de 2010, 45 milhões, ou seja, cerca de 23% da população brasileira é portadora de deficiência física, sendo que o Nordeste possui 7,8% desta população.

O Para-Praia tem patrocínio do Banco Itaú e  Salvador Shopping. O apoio é da Faculdade Bahiana de Medicina e Saúde Pública e da Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos. O projeto tem assinatura da Nossa Agência Marketing,  produtora do Festival da Primavera de Morro de São Paulo, Arraiá da Capitá e da Neutralização de Carbono na gravação do DVD de Ivete Sangalo.

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE