FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Esportes

Inter terá de pagar R$ 1,65 milhão por jogo que não for no Estádio Beira-Rio

por
Agência Futebol Interior
Publicada em 04/03/2014 14:04:16
Foto: Site oficial
O clube já trabalha juridicamente para que o valor da multa não seja pago, mas recebido

O Atraso nas obras do Estádio Beira-Rio pode gerar um grande prejuízo aos cofres do Internacional. No contrato assinado pelo clube junto à construtora Andrade Gutierrez, responsável pelas reformas, existe uma cláusula que obriga o clube a pagar uma multa de R$1,65 milhão à construtora por cada jogo do Inter como mandante não realizado no Estádio.

Nos últimos dias, o clube foi informado que terá de deixar de atuar em alguns jogos no Estádio devido ao atraso nas obras.

A cláusula, na verdade, serve para proteger a Brio, empresa que explora os ativos cedidos pelo Inter a Andrade Gutierrez de um prejuízo em caso de interdição do Estádio por punição causada por torcedores por exemplo. Como perderia dinheiro vindo do aluguel de camarotes, cadeiras vips, etc, a empresa teria de ser reembolsada.

O Internacional já trabalha nos bastidores para que a cláusula seja revista, tendo em vista que o clube está sendo obrigado a deixar o Beira-Rio nos próximos jogos. Advogados da construtora já informaram o clube sobre a multa e prometem lutar para que o acordo seja cumprido.

Ao clube, resta acionar a cláusula com a validade invertida, ou seja, alegar que a AG foi quem eu motivo para a transferência do local do jogo por ter atrasado as obras. Neste caso, quem receberia o valor da multa seria o Internacional. Ou seja, os atraso no Beira-Rio ou gerarão um grande gasto ao Internacional ou uma receita ainda superior do que o normal.

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE