TRÂNSITO AO VIVO
quarta-feira, 24 de maio de 2017
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Comportamento

Dez tecnologias que melhoraram o sexo (ou não!)

Publicada pelo Feminino e Além site parceiro do Tribuna da Bahia

por
Camila Botto
Publicada em 04/04/2016 15:42:20

A tecnologia vem dominando boa parte do mundo moderno. É claro que a sexualidade também não escapa dela. Além do acesso mais democrático a conteúdos pornográficos, o conceito de sexo virtual teve que ser atualizado.

Garimpamos na internet dez apetrechos que prometem melhorar sua vida sexual (ou não!). Confesso que tem coisas bacanas, mas outras são beeeem bizarras, né?

Bunda Artificial

Inventado pelo PornHub, um dos maiores sites pornográficos do mundo, este maravilhoso produto se chama Twerking Butt, uma bunda vibratória de silicone texturizado, que inclusive vem de fábrica com o devido orifício para prática de sexo anal – e ainda acompanha um óculos de realidade virtual (ver item 8).

Pulseira-gerador

Você se preocupa com sustentabilidade e tem medo da crise energética que assombra o mundo? Que tal então gerar eletricidade a partir das suas punhetas?

Pois esta outra criação do PornHub, a WankBand propõe exatamente isso: compensar a energia gasta por aqueles que consomem conteúdo adulto online, usando a energia acumulada para recarregar o celular, por exemplo.

Aplicativos de encontros

Desde os primeiros chats no UOL, IG, IRC e ICQ, a internet mostrou seu valor para descolar uns encontros e quem sabe até encontrar um grande amor. Depois vieram as redes sociais e a paquera online tornou-se mais comum.

Nos dias atuais, quem cumpre a função de cupido ocasional são os aplicativos depegação encontros, como o Tinder e o Happn.

Webcam

A internet e as mídias digitais não só facilitaram o acesso à conteúdos pornográficos, como também inventaram a possibilidade da safadeza remota em tempo real.

Se houve uma época em que o momento mais crucial de um chat era perguntar se a outra pessoa tinha uma webcam, nos dias atuais é possível assistir a shows quentíssimos e “conversar” à vontade com mulheres e homens ao vivo pela internet com o Câmera Privê.

Roupa íntima interativa

Na luta que é manter um relacionamento à distância, os casais remotos ganharam um importante aliado para apagar incêndios.

A Durex, fabricante de camisinhas, criou o Fundawear, um kit com dispositivos em forma de cueca, sutiã e calcinha, que vibram de acordo com os estímulos do parceiro, alternando o ritmo e a intensidade.

Vibradores inteligentes

O brinquedinho acima, chamado Kgoal, foi feito para ajudar mulheres a realizar exercícios pélvicos: ele recompensa cada acerto com vibrações prazerosas. Mais didático, impossível, né meninas?

Um outro vibrador inteligente, conhecido como Hum, é capaz de ajustar sua “programação” de acordo com a forma como é utilizado, para  salvar seus momentos de solidão “do jeitinho que você gosta”…

Mas a grande sensação do momento são os vibradores interativos, geralmente vendidos em pares, com um vibrador fálico e um masturbador masculino. A ideia é que os movimentos do parceiro sejam transmitidos, mesmo à distância, para os dispositivos, proporcionando a interação das sensações do casal.

Câmera para selfies íntimas

Pois é. Acredite que até isso já inventaram e eu fico me perguntando o porquê. Ana Flávia já até contou curiosidades por aqui na coluna Amor, Sexo e Um Pouco de Sacanagem.

O produto pode ser controlado pelo celular ou tablet do parceiro e possui um modo inteligente de estimulação, que dispensa os controles de velocidade para simular automaticamente as fases do sexo, das preliminares ao clímax.

Realidade virtual

Há algum tempo já se fala sobre a aplicação das tecnologias de realidade virtual, oriundas principalmente dos games, ao universo do pornô. Mas, a grande revolução se aproxima com o advento dos óculos virtuais, como os já famosos Oculus Rift que proporcionam ao usuário uma visão interativa de 360 graus.

Apesar do produto ainda não estar oficialmente disponível em diversos países como o Brasil, produtoras pornôs de todo o mundo já começaram a produzir conteúdos específicos para a plataforma.

Hologramas

Apesar de parecer ficção científica, é possível que um dia seja possível transar com um holograma (aquele famoso feixe de luz azulado que projeta imagens em 3D).

Segundo um estudo realizado pela empresa americana Pew Research Center a tecnologia de “presença virtual” será uma tendência assim que nos forem disponibilizadas conexões a partir de 1 Gigabit (1,000 Mbps). Acho que para nós brasileiros, com esse péssimo serviço prestado pelas operadoras, ainda é uma realidade distante.

Bonecas realistas e robôs

A lista chega ao fim com os brinquedos adultos mais avançados, sofisticados e – obviamente – caros. As bonecas e bonecos RealDolls simulam ao máximo a aparência em escala real de homens e mulheres de diversos tipos físicos, para proporcionar não apenas satisfação sexual, mas também afeto e companhia aos para lá de solitários. Deus me livre!

No site da fabricante é possível escolher cada detalhe do seu parceiro artificial, da cor dos olhos ao tamanho e formato da genitália. Ao fim, ainda é possível adicionar sardas ou maquiagem.

Como se não bastasse a semelhança, versões e protótipos mais recentes trazem quadris robóticos que respondem a estímulos e até um sistema avançado de respostas para manter uma conversa básica com seu dono.

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE