TRÂNSITO AO VIVO
terça-feira, 30 de maio de 2017
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Bahia / Empregos

Governo baiano tem 9 mil vagas para jovens em busca do primeiro emprego

Para a seleção, o único critério será o ranking de notas obtidas pelos estudantes no ensino médio

Publicada em 30/11/2016 21:22:19
Foto: Manu Dias
O contrato tem duração de 24 meses no Estado
O contrato tem duração de 24 meses no Estado

Os ex-alunos de cursos profissionalizantes formados em 2015 serão procurados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda (Setre), para preencher as vagas do programa Primeiro Emprego, lançado pelo governador Rui Costa, nesta quarta-feira (30). Para a seleção, o único critério será o ranking de notas obtidas pelos estudantes no ensino médio.

Inicialmente, são oferecidas 9 mil vagas no serviço público, para os anos de 2017 e 2018, além das vagas ofertadas por empresas da iniciativa privada. Nesta quarta (30), o governador também anunciou o lançamento, em janeiro, do programa Mais Futuro, para concessão de bolsas a universitários que estudam longe de casa.

“Tudo o que nós desejamos é dar oportunidade para a nossa juventude, sinalizar em alto e bom som que tem uma mão estendida do Estado da Bahia para todos os jovens que se dedicarem aos estudos. Nós já temos cerca de 20 empresas com contratos assinados e eu tenho certeza de que daqui a um ano nós bateremos as nossas metas, tanto nas vagas no serviço público como no setor privado”, afirmou Rui.

O secretário da Setre, Álvaro Gomes, ressalta a forma de seleção, feita de acordo com o desempenho escolar. “A relação com o ranking é publicada no Diário Oficial, pela Secretaria da Educação do Estado, e a Setre se encarrega de entrar em contato com todos esses jovens e convocá-los para que eles possam ocupar a vaga”.

Bruno Ribeiro, 19 anos, mora no município de Mundo Novo e já entregou a documentação para ser contratado. “Eu fiz curso técnico em Informática e espero que este programa vá para frente, dando oportunidade para muitos jovens. Eu já distribuí muito currículo, mas as empresas têm medo de contratar quem não tem experiência. Agora, com este primeiro emprego, está tudo certo”.

Carteira assinada e plano de saúde

Ao conquistar a vaga, intermediada pela Setre, os egressos terão carteira de trabalho assinada e todos os direitos garantidos. O contrato tem duração de 24 meses no Estado, já as empresas particulares têm a prerrogativa de definir se haverá a continuidade do contrato. A remuneração nas instituições privadas será a partir de um salário mínimo. Nos órgãos estaduais, o contemplado terá salário mínimo, plano de saúde (Planserv) e vale-transporte.

Sobre o Mais Futuro, Rui ressaltou que “é um programa para quem está cursando o nível superior. Ele representa uma bolsa de estudos até o quinto semestre, com dois valores. Quem mora a até 100 quilômetros da faculdade vai receber R$ 300 mensais. Quem mora a mais de 100 quilômetros vai receber R$ 600 mensais. E a partir do sexto semestre, sai a bolsa e entra o estágio, onde o jovem vai combinar a remuneração com a aprendizagem”.

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE