TRÂNSITO AO VIVO
terça-feira, 24 de janeiro de 2017
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Bahia / Boa Notícia / Saúde

Rui inaugura maior hospital de atendimento à mulher do Norte-Nordeste

O Hospital da Mulher prestará assistência nas áreas de ginecologia e mastologia, além do atendimento na área de reprodução humana, oncologia e situações relacionadas à violência sexual

Publicada em 09/01/2017 17:11:34
Foto: Mateus Pereira/GOV BAHIA
A unidade também dispõe de um serviço de urgência e emergência ginecológica, com funcionamento 24 horas
A unidade também dispõe de um serviço de urgência e emergência ginecológica, com funcionamento 24 horas

Com investimento superior a R$ 40 milhões entre obras e equipamentos, o governador Rui Costa inaugurou o Hospital da Mulher – Maria Luzia Costa dos Santos, localizado no Largo de Roma, em Salvador, na tarde desta segunda-feira (9).

Depois de passar por procedimentos de higienização e treinamento de equipes, desta terça (10) a quinta (12), o Hospital da Mulher inicia o atendimento ambulatorial na sexta-feira (13). Na próxima segunda (16), começa a receber pacientes, mesmo dia de abertura da urgência e emergência ginecológicas.

Este é o maior hospital especializado no atendimento à saúde da mulher do Norte-Nordeste e considerado um centro de referência estadual. A unidade possui dez salas cirúrgicas e 136 leitos, sendo 97 destinados à internação, 10 para terapia intensiva (UTI) e 29 leitos para hospital-dia. O centro de diagnóstico está equipado com tomógrafo computadorizado, mamógrafo, ultrassom, doppler scan, raio-X e laboratório 24 horas. O hospital tem capacidade para realizar 9 mil consultas e mil procedimentos cirúrgicos mensais.

O Hospital da Mulher prestará assistência nas áreas de ginecologia e mastologia, além do atendimento na área de reprodução humana, oncologia e situações relacionadas à violência sexual.

A unidade também dispõe de um serviço de urgência e emergência ginecológica, com funcionamento 24 horas. Por mês, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesab), investirá cerca de R$ 4 milhões na manutenção do hospital, que será gerido por uma organização social.

Novidades

Uma das novidades no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) na Bahia é o serviço de média complexidade em reprodução humana assistida. O objetivo é atender mulheres com diagnóstico confirmado de pólipo endometrial, cistos anexiais, endometriose, má formação congênita ou que estejam inférteis há mais de dois anos sem causa definida.

O serviço de alta resolutividade para diagnóstico e tratamento do câncer de mama também é inédito. Mulheres com exames diagnósticos de imagem indicativos de tumor maligno serão submetidas à biópsia no mesmo dia e poderão passar por intervenção cirúrgica imediata na unidade de saúde. Com essa agilidade, pretende-se reduzir o tempo para o início do tratamento e a perda do seguimento dessas mulheres, o que irá permitir menores sequelas e maior sobrevida.

As mulheres também terão acesso ao serviço de planejamento familiar com métodos contraceptivos reversíveis de longa duração, Dispositivo intrauterino (DIU) e laqueadura tubária. O serviço terá como público-alvo, principalmente, mulheres de risco para trombose, hipertensão, cardiopatias, com doença falciforme e/ou em situação de vulnerabilidade social.

Outra novidade é o serviço de atendimento especializado para vítimas de violência sexual. Será ofertado acolhimento aos pacientes que cheguem à unidade por demanda espontânea, através de órgão policial, judicial, ou referenciada pela Central de Urgências do Samu. Serão disponibilizados escuta qualificada, atendimento clínico e cirúrgico, atendimento psicológico, bem como dispensação e administração de medicações para profilaxia nos casos indicados. Haverá ainda orientação e agendamento para acompanhamento psicológico e ginecológico por até seis meses.

Fluxo de atendimento

Como todos os procedimentos são agendados, as mulheres interessadas devem procurar uma Unidade Básica de Saúde em seu município para serem referenciadas para os serviços do Hospital da Mulher. As secretarias municipais são responsáveis por cadastrar as pacientes no sistema de fila única, que concentra a demanda dos 417 municípios e é gerido pelo Governo do Estado. O serviço estará organizado em regime ambulatorial, de hospital-dia e internação hospitalar, em caráter eletivo.

Emprego e tecnologia

O Hospital da Mulher gerou 655 empregos diretos, sendo 463 profissionais da área assistencial como médicos, psicólogos, enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais, farmacêuticos e fisioterapeutas. A unidade conta também com 192 profissionais de serviços e apoio logístico como maqueiros, recepcionistas, agentes de portaria, higienização, telefonistas, copeiros, auxiliares de almoxarifado, auxiliares de manutenção, engenheiros clínicos e pessoal administrativo.

No quesito tecnologia, a unidade possui equipamentos de última geração. As dez salas cirúrgicas têm itens de ponta, oferecendo maior precisão para profissionais e pacientes. O centro de diagnóstico está equipado com tomógrafo computadorizado, mamógrafo, ultrassom, doppler scan e raio-X. Já o Laboratório de Análises Clínicas funcionará 24 horas, ofertando todos os exames de bioquímica, coprologia, hematologia, hormônios, imunologia, fluidos corporais (incluindo líquor), microbiologia, gasometria (na UTI) e uroanálise.

As mulheres atendidas na unidade também terão à disposição o diagnóstico de Anatomia Patológica, que será utilizado em biópsias do Serviço de Alta Resolução no Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Mama e Colo do Útero e biópsias oriundas de procedimentos cirúrgicos.

Equipamento de ponta 

Em entrevista a  Rádio Metróple, com Mário kertész, o governador  Rui Costa destacou o investimento em equipamentos de alta tecnologia . " Aqui no Hospital nos teremos profissionais competentíssimos e com equipamentos hospitalares encontrados somente nos melhores hospitais particulares deste país. Eu fiz questão de investir nesses equipamentos para entregar a nossa população uma unidade de saúde pública de qualidade. Isso é possível", disse o gevernador baiano.

O governador disse estar " realizado como ser humano" por entregar a obra hospitalar. " Agora,  as mulheres de baixa renda terão acesso a um diagnóstico de ponta e a um tratamento digno para cuidar da sua saúde", complentou.

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE