TRÂNSITO AO VIVO
domingo, 23 de abril de 2017
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Bahia / Política

PSOL lança Campanha "Fora Nilo" na Lavagem do Senhor do Bonfim

O partido irá lançar amanhã, um site do 'Fora Nilo' , no qual, será disponibilizado uma petição pública para recolher as assinaturas do cidadãos insatisfeitos com o "poder perpétuo" de Marcelo Nilo

Publicada em 11/01/2017 13:10:29
Foto: Divulgação/ Ascom PSOL
Nilo tenta pela sexta vez consecutiva reeleger-se à presidência da Aseembleia Legislativa da Bahia
Nilo tenta pela sexta vez consecutiva reeleger-se à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia

O tradicional cortejo da Lavagem do Bonfim será marcado por diversas manifestações. Neste ano,  o PSOL irá participar da lavagem do Bonfim com faixas e cartazes pedindo o "Fora Nilo" em protesto à tentativa de Marcelo Nilo de se reeleger, pela sexta vez consecutiva, à Presidência da Assembleia Legislativa da Bahia.  

Lideranças, militantes e figuras públicas do PSOL vão desfilar durante o cortejo do Bonfim com  camisas " Fora Nilo" ao ritmo de uma banda de percussão. A concentração será às 7hs, em frente à igreja da Nossa Senhora da Conceição da Praia.

O  Presidente Estadual do PSOL na Bahia, Ronaldo Santos, destaca que PSOL  vai encabeçar uma campanha no Estado do "Fora Nilo" e o protesto dos psolistas não vai se limitar a Lavagem do Senhor do Bonfim

. Como uma das ferramentas de mobilização, o partido irá lançar, nesta quinta-feira(12), um site do " Fora Nilo" onde será disponibilizado uma  petição pública para recolher as assinaturas dos cidadãos que estão indignados com o poder perpétuo de Marcelo Nilo. 

"Vamos defender a bandeira do Fora Nilo no cotidiano  e nas  redes sociais para divulgarmos as negociatas, as trocas de favor e a prostituição pública que ocorre na Assembleia. De 5 mil funcionários apenas 352 são concursados. Um absurdo! Nilo é um coronelista  autoritário!", salienta Santos.  

O Presidente do diretório de Salvador do PSOL, Fábio Nogueira, ressalta que  Marcelo Nilo já construiu um "império" devido às sucessivas reeleições  à frente da AL-BA, fato que já lhe rendeu o apelido de  "Ramsés VI".

Nogueira frisa que o PSOL   acredita na  "alternância do poder" como  um princípio básico da democracia.  " Estamos nesta luta! Esperamos que Nilo, enquanto homem público, obedeça a vontade da Justiça e respeite os  valores democráticos do Estado brasileiro!", reivindicou.

Nogueira lembra que o PSOL, além de protestar pelo " Fora Nilo", vai aproveitar a oportunidade da lavagem do Bonfim para fazer oposição à Reforma da Previdência, ao extermínio da  Juventude Negra, à política de Segurança Pública do Governo do Estado da Bahia,o feminicídio e o aumento da tarifa de ônibus da capital baiana.

"Na  calada da noite, de forma autoritária, sem estabelecer nenhum tipo de diálogo com a população, ACM Neto  aumentou a tarifa de ônibus. O transporte público de Salvador é um serviço caro e de péssima qualidade", disse Nogueira, 

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE