TRÂNSITO AO VIVO
domingo, 26 de março de 2017
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE
Cidade / Comportamento

4 reclamações de quem usou um Uber e 17 de quem dirigiu um em Salvador

O serviço ainda é considerado clandestino, na capital baiana

Publicada em 19/03/2017 09:27:21
Foto: Pexels/Creative Commons

4 queixas de quem já usou o Uber em Salvador
1 - Carros velhos
2 - Pessoas que notoriamente não foram treinadas
3 – Motoristas sem habilidade até para manusear o celular e acessar o Waze, por exemplo
4 – Motoristas que pouco conhecem a cidade ("em uma cidade como Salvador o motorista não conhecer o Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, é um sinal claro que está vindo do interior")

17 queixas de quem já dirigiu um Uber em Salvador
1 - Os passageiros pedem o carro quando ainda estão no banho, mesmo sabendo que leva poucos minutos para chegar
2 - Não avisam na portaria dos condomínios fechados da chegada do carro e nem sempre o sistema de telefonia Uber/Clientes funciona
3 - Acham que é obrigação dos motoristas ligar para o passageiro, quando a ligação é uma forma de agilizar a prestação do serviço
4 - Indicam local errado tanto para embarcar quanto para desembarcar e depois culpam o aplicativo
5 - Querem fazer carreto no Uber ("um passageiro queria levar 30 caixas de cerveja em lata, outros tinta, pia, azulejos, privada, tubo de PVC, carrinho de mão")
6 – Quando o motorista chega o passageiro ainda está terminando de fazer as compras ou ainda se encontra na fila do caixa
7 - Tentam embarcar até 7 pessoas
8 – Nas saídas de praia chegam pingando água e cheios de areia
9 – Há quem tente dar o golpe do preço fixo ("se a opção for preço fixo o valor fica inalterado, independente do trajeto. E aí os passageiros aproveitam para rodar a cidade fazendo várias paradas fora do roteiro")
10 - Comem e bebem dentro do carro, sujando os bancos e carpetes
11 - Querem transportar animais, alguns de grande porte
12 – Fazem o motorista entrar em vielas estreitas (“fiquei preso no bairro de Cosme de Farias, numa rua sem saída, porque o passageiro queria descer na porta e a rua não tinha espaço sequer para manobrar”)
13 - Comem as balas todas de vez, ou enchem a mão e colocam na bolsa
14 - Fazem o motorista de chofer particular e querem passar na padaria, na banca de revista, no açougue, na lotérica, na lavanderia, na sapataria e na clínica, tudo na mesma viagem
15 - Vão para a balada e o motorista tem que servir de banco para trocar dinheiro (“tive vários casos de a pessoa pagar viagens de R$ 10 com notas de 50 ou 100, tendo dinheiro trocado")
16 - Querem que o motorista dê as famosas roubadas no trânsito porque não querem pagar mais
17 - O critério de avaliação depende totalmente da vontade do passageiro (“já levei nota baixa de passageiro porque o rádio estava na NovaBrasil e a passageira odiava MPB;  levei nota baixa porque, apesar do meu carro ser um sedan 2016, o passageiro não gostava de carros da montadora que fabricou meu carro”)

SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE