FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE

Raio Laser

Coluna do dia 01/10/2014

Sem sucesso
Não deve funcionar a tentativa de intrigar o candidato a senador Otto Alencar (PSD) com a classe dos policiais a partir da divulgação de um vídeo em que ele afirma que não conta com os votos das duas categorias para se eleger. Na realidade, como bem esclareceu o deputado estadual Capitão Tadeu, candidato a deputado federal do PSB, o trecho divulgado está completamente fora de contexto, buscando incompatibilizar eleitoralmente o postulante ao Senado com a categoria no momento em que ele começa a disparar nas pesquisas, já que as afirmações de Otto foram dadas no âmbito da negociação com os policiais e ele buscava enfatizar que atuaria em defesa do bem comum e não estava preocupado com o apoio deste ou daquele grupo.

Placas
O candidato a deputado estadual Walter Altino, do PSOL, ficou enlouquecido com a destruição de suas placas de propaganda que estavam afixadas no Dique do Tororó e em Ondina. Em sua avaliação, a atitude foi “solerte, pois é público e notório que os candidatos do partido não tem recursos e dificilmente poderão repor o dano sofrido”. O candidato botou na cabeça que foi vítima de prepostos de ACM Neto (DEM) indignados com sua proposta de “tarifa zero” para os transportes. Pode Altino?

Pesquisas?
O deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB) ironizou ontem as projeções das pesquisas sobre a sucessão estadual na Bahia. Ele lembrou que, em 2012, todos os institutos de pesquisa erraram ao avaliar as perspectivas dos candidatos à Prefeitura. “Felizmente, o povo acertou, elegendo ACM Neto (DEM), que está fazendo uma grande administração na cidade e eu confio que a população da Bahia acertará de novo, elegendo Paulo Souto governador no primeiro turno”, afirmou.

Próximo da realidade
Para o deputado estadual Rosemberg Pinto, líder do PT na Assembleia Legislativa, o resultado da pesquisa Babesp (DataNilo), mesmo longe de representar o que realmente está sendo visto nas ruas, praças de todos os municípios da Bahia, “já se aproxima mais do quadro real e é uma demonstração clara de que o povo baiano não quer a volta desta turma do atraso”. O deputado disse confiar numa vitória de Rui ainda no primeiro turno e declara que a oposição já sabe que vai encarar mais uma derrota nas ruas, daí estar apelando para as manobras clássicas dos métodos da velha prática política.

Propaganda nazista
O candidato a deputado federal pelo PSB, Domingos Leonelli, criticou a estratégia de desconstrução da candidatura da correligionária, Marina Silva. O socialista comparou os ataques do PT e do PSDB à ex-senadora à propaganda institucional nazista. Para Leonelli são “deslavadas as mentiras conscientes de que Marina é contra Bolsa Familia, que vai terminar com o  pré-sal, que a autonomia  do Banco Central vai tirar a comida da mesa dos trabalhadores, que vai reduzir o Prouni, que ela tem a sua candidatura a presidente sustentada por banqueiros,  constatamos que estão sendo utilizados os mesmos métodos nazistas”.

Decisão
O pleno do TRE-BA concedeu, por unanimidade, direito de resposta de um minuto à coligação “Unidos pela Bahia”, liderada pelo candidato Paulo Souto, na propaganda eleitoral do adversário Rui Costa.  O TRE considerou inverídico o conteúdo da peça do PT, sugerindo que o prefeito ACM Neto estaria colocando placas da prefeitura na Avenida Paralela para se aproveitar de obras do governo estadual. Na decisão judicial, o relator do caso, juiz Márcio Braga, informou ser fato público e notório que a prefeitura vem realizando obras de asfaltamento e iluminação pública na Avenida Paralela.

Piiisol na Bahia 
Nem Kátia Guzzo, nem José Raimundo, nem Mauro Anchieta. Quem comandou ontem o debate da TV Bahia, pela quarta vez consecutiva, foi um PIB alto do jornalismo: Willian Waack. Aliás, ele foi o pioneiro em mudar o nome do partido de Marcos Mendes, que agora virou definitivamente Piisol. Ainda bem que não foi um baiano quem comandou. Se não, seria chamado de iiignorante...

Excitado
Prefeito de Santo Amaro da Purificação e amigo do peito do candidato do PT ao governo Rui Costa, o petista Ricardo Machado, estava excitadíssimo no estúdio da TV Aratu no debate de segunda-feira. Além do senta-levanta que parecia não parar mais, protagonizou quase-enfrentamentos com políticos e assessores do candidato do DEM, Paulo Souto.

Asfalto
Atendendo a um requerimento do vereador Geraldo Júnior (SD), o prefeito ACM Neto (DEM) iniciou o recapeamento asfáltico na Avenida Magalhães Neto, uma das mais movimentadas da capital baiana. Uma conquista que irá beneficiar o entorno da via e a população baiana. “Estou muito feliz com tudo isso. Todo mundo sabe o enorme carinho que tenho por essa localidade, os amigos que fiz e tenho até hoje. Esse é mais um importante avanço para Salvador, que tem à frente o nosso prefeito ACM Neto, e com certeza, com ele no comando, teremos mais mudanças e mais conquistas para a nossa capital”, afirmou Geraldinho.

Esforço
A análise de pesquisas no campo das oposições traça um cenário favorabilíssimo para que Paulo Souto consiga se eleger logo no primeiro turno na Bahia. Com relação ao candidato ao Senado, Geddel Vieira Lima (PMDB), um membro da equipe do DEM diz que o candidato terá ainda que se esforçar muito para superar as vantagens do adversário Otto Alencar, do PSD.

Sem vínculo
Testemunhas atestam que não foram poucos os esforços de Paulo Souto (DEM) na tentativa de convencer o candidato a deputado federal João Gualberto (PSDB) a apostar na candidatura de Geddel Vieira Lima (PMDB) ao Senado, mas a verdade é que não se viu, até agora, em toda a Bahia, um banner sequer de Gualberto colado com o do peemedebista.

Denúncias
O deputado federal Nelson Pelegrino (PT) entrou ontem com uma queixa-crime contra a presidente do Instituto Brasil, Dalva Sele Paiva, por calúnia e difamação que foi de pronto aceita pela juíza federal. Sele, que o acusou de receber dinheiro do Instituto, entregou ontem documentos à promotora Rita Tourinho que, segundo ela, comprovariam tudo o que disse.

Coleta seletiva
O vereador Luiz Carlos Suíca (PT), diretor licenciado do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza do Estado da Bahia (Sindilimp-BA), defendeu a importância da coleta seletiva nos bairros da capital baiana. “Apesar do alto custo e da pouca presença em Salvador, a coleta é um importante investimento em saúde pública. Os benefícios que este tipo de coleta reduzem consideravelmente os gastos com aterros sanitários, além de promover a reutilização do lixo orgânico e outros materiais recicláveis”, defendeu Suíca, que é candidato a deputado estadual pelo PT. A coleta seletiva será implantada em outubro em Salvador, a partir de projeto desenvolvido entre a prefeitura e o BNDES, orçado em R$ 40 milhões.

E o PIL? 
O momento mais hilariante do debate de segunda-feira à noite na TV Aratu foi quando o candidato do PT ao governo, Paulo Souto, perguntou ao adversário DaLuz, do PRTB, o que ele faria com seu PIL. Depois de engasgar, evidenciando que não tinha visto o PIL de Souto, Daluz começou a acusar o democrata de não saber como andava a saúde na Bahia. Em tempo: PIL é o Programa de Investimentos em Logística, do governo federal.

Transferências
O presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Câmara Municipal de Salvador, vereador Claudio Tinoco (DEM), lamentou que dos R$ 860 milhões de transferências de receitas de capital que viriam dos governos federal e estadual apenas R$ 14 milhões foram transferidos ao município pela União. Os dados foram apresentados pelo secretário municipal da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, na audiência pública realizada ontem, sobre o balanço fiscal do 2º quadrimestre de 2014 da Prefeitura de Salvador – como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Para federal 
Presidente municipal do PDT, o vereador de Salvador, Odiosvaldo Vigas, procurou a Coluna para contestar nota publicada na edição de ontem intitulada ‘Escondidinho’. O pedetista retificou que é candidato a deputado federal, e não a estadual, como publicado ontem, e garante também que não está escondendo o candidato do PT ao governo do Estado, Rui Costa, de sua campanha. “Basta qualquer um ir ao meu comitê para ver nosso material de campanha. Sou vereador por seis mandatos pelo PDT e sigo piamente as orientações de meu partido”.

CREA-BA
Um jantar de adesão formaliza hoje a candidatura de Marco Antonio Amigo à reeleição para a presidência do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia. O evento, que deverá contar com as presenças do presidente licenciado do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), José Tadeu, e sindicalistas, políticos e empresários, será realizado no Restaurante Deli&Cia, na Graça, às 19 horas. Marco Amigo, atualmente licenciado do Conselho, concorre a sua quarta gestão, a segunda seguida. 

Jogo de comadres
Há quem garanta nas hostes oposicionistas que candidatos ao governo do estado resolveram fazer um verdadeiro “jogo de comadres”, ao eleger o democrata Paulo Souto como o principal alvo dos debates da televisão. Estaria em jogo o discurso petista de que não deveriam permitir o retorno do DEM (carlismo) ao executivo estadual. 

Grampeado
Dizendo-se alvo de uma armação a fim de atingir o PT e o governo Wagner, o deputado estadual Marcelino Galo protocolou na presidência da Assembleia Legislativa ontem um ofício solicitando providências legais cabíveis do Legislativo junto a Polícia Civil e Polícia Federal. Galo quer abertura de inquérito para a identificação dos autores do grampo ilegal no seu gabinete parlamentar. No oficio, ele pede uma perícia para identificar a localização dos grampos ilícitos. 


Imagens
Pedido similar vai ser encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral para que a Polícia Federal, ao ser notificada do crime eleitoral, possa realizar a mesma “varredura” em seu comitê de campanha, tanto para identificar a pessoa que grampeou ilegalmente os telefones, gravou imagens e entregou para a campanha de Paulo Souto. “Não aceitaremos a utilização de grampos ilegais, a infâmia e a mentira como método de se fazer política”, pontua Marcelino Galo. 

 

Osvaldo Lyra

As últimas cartadas de Souto e Rui 

iante do cenário eleitoral completamente indefinido na Bahia, paira uma dúvida no ar: para onde vão os dois candidatos melhor posicionados 
na disputa pelo governo do estado, Paulo Souto (DEM) e Rui Costa (PT)? Quais serão suas próximas estratégias de campanha, já que estamos na cara do gol, na semana da eleição? Como vão se posicionar seus principais apoiadores, leia-se, o governador Jaques Wagner e o prefeito ACM Neto? Até agora, o candidato democrata mantém a liderança, segundo pesquisa Ibope divulgada na semana passada, com 43%. Rui segue em processo de crescimento, chegando a 27% no último levantamento. Já segundo o resultado do Instituto Babesp, ou DataNilo, se preferir, Rui esboça uma reação maior do que a esperada pelos democratas para essa reta final, ameaçando os planos dos oposicionistas de liquidar a eleição já no primeiro turno. O petista tem 34%, em embate técnico com o postulante do DEM, que tem 35%.
Para integrantes da cúpula de campanha democrata, os números das pesquisas de consumo interno não chegam a preocupar, mesmo com a luz amarela acesa no grupo. A expectativa é que a proximidade da eleição exija mais fôlego e empenho de todos até domingo. Uma novidade que tem chamado a atenção de muita gente no bloco oposicionista é o crescimento do voto Souto-Dilma, onde o cidadão admite votar no postulante do DEM e na presidenciável petista. Apesar disso, afirmam, todos os esforços continuarão sendo empreendidos para alavancar a candidatura do tucano Aécio Neves, ajudando-o a chegar ao segundo turno. 
Na condição de principal cabo eleitoral da oposição, o prefeito ACM Neto vai intensificar também sua presença na campanha estadual. Ele deve viajar com Souto e a chapa majoritária para o interior, se reunir com lideranças e ainda realizar um último evento de peso em Salvador. Para o último programa da tevê, que vai ao ar hoje, a equipe de marketing do democrata vai explorar a emoção, mostrando a caminhada (campanha) e o desejo de mudança expressado pela população da Bahia. 
Já os apoiadores de Rui Costa dizem que uma das maiores expertises do PT é se movimentar para fazer diferença na reta de chegada. Para isso, o próprio Rui vai intensificar suas atividades de rua e embarcar para Barreiras hoje, onde fará comício ao lado do governador Jaques Wagner, Otto Alencar e João Leão. Amanhã, será a vez de o petista e seus aliados fazerem um “grande ato popular” em Cajazeiras e, em seguida, em Camaçari. E isso, mesmo sem a presença do ex-presidente Lula, que chegou a ser cogitado no evento de Salvador, mas não comparecerá.
O novo fôlego do petista, segundo caciques do partido, se dá devido à melhora nas ações do governo estadual. A gestão atual tem tido sua avaliação melhorada, sobretudo, com a entrega de obras, estradas, além das ações realizadas na capital baiana. As intervenções viárias na Avenida Paralela, a Via Expressa, a duplicação da Pinto de Aguiar e da Orlando Gomes, além da entrega dos anexos dos hospitais Roberto Santo e Geral do Estado, aliada à construção do Hospital do Subúrbio, estão ajudando a alavancar o nome de Rui. A expectativa agora é que o governador Jaques Wagner aproveite os últimos instantes da corrida eleitoral e cole em seu pupilo, em todos os eventos possíveis até domingo. Hoje o governador estará em Barreiras, amanhã em Cajazeiras e em Camaçari. 
Além da disputa pelo governo, cabe fazer um parêntese sobre a briga pelo Senado - outro “Deus nos acuda”. O postulante do PSD, Otto Alencar, estaria ameaçando o favoritismo do peemedebista Geddel Vieira Lima. Na oposição, o que se diz é que a disputa está acirrada, mas que o ex-ministro conseguirá chegar na frente e se eleger senador no domingo. Já para os governistas, Otto já teria passado o principal adversário, devendo ocupar a vaga que será deixada pelo senador João Durval. Apostas na mesa, resta saber agora como o eleitor baiano irá se comportar nas urnas. A conferir.

"Osvaldo Lyra é editor de Política da Tribuna e escreve neste espaço às quartas-feiras"

 

Outras notícias: mais recentes · mais antigas
SIGA A TRIBUNA
Envie informações para a Tribuna
71 9206-5826
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE