Raio Laser - Tribuna da Bahia
TRÂNSITO AO VIVO
WhatsApp: 71 9206-5826
quinta-feira, 5 de março de 2015
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE

Raio Laser

Reforma política
Durante a reunião que teve ontem com sua bancada na Assembleia Legislativa, o governador Rui Costa (PT) foi claro: A reforma política não pode mais ser empurrada com a barriga.

Pelo menos 39 deputados da bancada governista ouviram Rui, que agradeceu o apoio dos parlamentares e ressaltou também pontos prioritários de seu governo, como saúde e educação.

Ainda este mês, o governador petista quer lançar a primeira fase do chamado Pacto pela Educação, com envolvimento da família e da sociedade.

Sobre a prestação de serviço na área da saúde, o governador voltou a destacar a necessidade de formação de consórcios para melhorar a qualidade principalmente no interior do Estado.

Capital
Em Salvador, Rui pretende inaugurar ainda este ano a reforma do Couto Maia e o anexo do Hospital Geral do Estado.

No que diz respeito a estradas, Rui informou que vai inaugurar 15 rodovias ainda no primeiro semestre.

O governador estava, como se diz no popular, com o gás todo.

Tarifaço
Um político baiano, que recebeu ontem sua conta de energia com a majoração definida pelo governo, disse que se surpreendeu com a elevação dos valores.

Segundo ele, quando a população começar a receber as contas com os aumentos, o bicho vai pegar para cima do governo federal.

Crise hídrica
Preocupado com a grave crise hídrica do Sudeste, que gera graves consequências  para a economia, e com a situação da  Bahia, onde a região semiárida atinge mais de 60% do seu território, com a ocorrência de secas frequentes, que resultam em perdas na produção agropecuária, insuficiência de abastecimento de água e aumento dos índices de doença, o deputado Marquinho Viana (PV) apresentou na Assembleia Legislativa um projeto de Lei que dispões sobre a utilização inadequada de água e aplicação de multas para infratores.

Feminicídio
A deputada estadual Fabíola Mansur (PSB) comemorou a aprovação, na Câmara Federal, do projeto de lei do Senado que classifica o feminicídio como crime hediondo e o inclui como homicídio qualificado.

O texto modifica o Código Penal para incluir o crime - assassinato de mulher por razões de gênero - entre os tipos de homicídio qualificado.

O projeto segue para sanção presidencial.

“O projeto permitirá que nas próximas estatísticas seja possível caracterizar o índice de violência letal contra a mulher. Sem dúvida é uma vitória, no mês em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher”.

Desapropriação
O vereador Orlando Palhinha (DEM) agradeceu ontem ao prefeito ACM Neto (DEM) pela desapropriação de um terreno de cinco mil metros quadrados na região de Plataforma, na antiga fábrica da Fagipe.

No local será construído um centro educacional em tempo integral.

Ano passado, Palhinha apresentou um projeto na Câmara, indicando a desapropriação do terreno.

Sem perspectiva
Os deputados entenderam que, diante do alerta claro do governador Rui Costa (PT) sobre o período de aperto financeiro e até de possíveis futuras medidas mais duras do que as já implantadas, ficará inviável conduzir prefeitos e vereadores do interior ávidos por obras e serviços para audiências com secretários do estado.

No mínimo sairão de lá de mãos abanando.

Achacadores
O líder do Solidariedade na Câmara Federal, Arthur Maia, subiu à tribuna da Câmara ontem para rebater as declarações do ministro da Educação, Cid Gomes, que acusou deputados de serem “achacadores”.

 Maia lamentou a posição do ministro e considerou a acusação “destemperada e absurda”.

Cid teria afirmado que, para pelo menos 300 deputados, “quanto pior [estiver o governo], melhor”.

Em resposta, o SD associou-se a outros partidos e apresentou um requerimento convocando Cid para prestar esclarecimentos, o que obriga a presença do ministro, sob pena de crime de responsabilidade.

Cultura
O deputado Félix Mendonça Júnior (PDT) foi eleito, por unanimidade, ontem, presidente da Comissão de Cultura da Câmara.

A comissão é composta por 20 membros titulares e igual número de suplentes.

Depois da eleição, Félix Júnior se comprometeu a dar continuidade aos trabalhos da comissão e tentar atender em todas as instâncias às demandas da cultura.

Call Center
Os usuários dos serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário contarão com o atendimento Call Center da Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado (Agersa), através da sua Ouvidoria.

O telefone 0800 07 53 226 já está disponível, possibilitando à autarquia, vinculada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica da Bahia, seguir a política de inovação determinada pelo governo e assim ampliar o número de atendimentos à população.

Além da estrutura montada na própria agência, a Central de Atendimento vai facilitar o acesso dos usuários ao órgão regulador, permitindo a ligação gratuita para registro de reclamações e/ou denúncias a respeito dos serviços prestados pela Embasa.

Vai chover reclamação.

Destino
A senadora Lídice da Mata (PSB) minimizou a importância das declarações feitas pela prefeita de Cardeal da Silva e presidente da UPB, Maria Quitéria, também do PSB.

A prefeita afirmou na quarta não se sentir integrante da legenda por, segundo ela, não compartilhar do projeto político.

Em conversa com o Bocão News, Lídice disse que “Mária Quitéria é uma pessoa querida, mas a situação dela não é tão importante”.

Ainda segundo a senadora, “Quitéria tem absoluta liberdade para traçar o seu destino”.

No entanto, ao destacar suas atenções para a atual turbulência no cenário político nacional, Lídice deixou escapar que o caso Quitéria será analisado depois com a atenção devida.

TCE
Ainda não foi desta vez que se resolveu a pendenga da entrega da Embasa ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Marcelo Nilo (PDT).

Pelo visto, é questão de tempo, a menos que o governo ache que pode abrir mão de um cargo de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Ibametro
Tomou posse ontem o novo diretor-geral do Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), autarquia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Randerson Leal.

A solenidade foi realizada na sede do órgão, na Pituba.

Mulheres

Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a superintendente de Políticas para as Mulheres de Salvador, Mônica Kalile, fez uma avaliação dos casos de violência ocorridos na cidade e na Bahia.

Em entrevista ao programa Balanço Geral, da Record Bahia, a gestora chamou a atenção para os números de processos existentes no estado de casos de agressão contra a mulher.

“São mais de 14 mil processos aguardando a solução.

São números subestimados, são dados que chegam às delegacias e nos centros de referência, mas tem aquela mulher que sofre violência silenciosamente”, lembrou.

Trocadilho
De acordo com Mônica, entre os motivos que levam a vítima a se calar estão fatores como falta de apoio da família e medo de se expor.

A superintendente chegou a fazer um trocadilho com o ditado popular que diz: Em briga de marido e mulher, não se mete a colher.

“Temos que meter sim, em briga de marido e mulher temos que metermos as algemas”, afirmou.

Insensível
Pelo visto, a presidente Dilma Rousseff (PT) ainda não conseguiu ver que precisa de melhores operadores no Congresso.

Não faz sentido, por exemplo, que continue restrita ao ministro Pepe Vargas (Relações Institucionais), que já ganhou o jocoso apelido de “Pepe Legal”, e a Aloizio Mercadante, deixando de fora do núcleo duro gente com o ministro da Defesa, Jaques Wagner.

Percepção
Um deputado federal petista que chegou ontem de Brasília relatou um quadro crítico sobre a situação política nacional.

Segundo ele, com o risco de a lista de Janot pegar meio mundo de gente e a presidente Dilma Rousseff (PT) vacilando do jeito que está, o ano com certeza não termina bem.

Estradas
O deputado estadual Pablo Barrozo (DEM) aproveitou a manifestação que fechou a BR-349 nas últimas 48 horas para responsabilizar o governo estadual pelo que chamou de “péssima qualidade de muitas rodovias que cortam a Bahia”.

“Ninguém consegue trafegar por alguns trechos da rodovia porque, simplesmente, o governo estadual não realiza obras de manutenção na pista”, afirmou o parlamentar.

Barra
O assessor especial do prefeito ACM Neto, o ex-vereador Pedro Godinho, está articulando uma reunião para amanhã (6) entre o secretário municipal de Urbanismo, Silvio Pinheiro, e representantes da Associação dos Moradores da Barra (Amabarra).

O encontro, que será realizado na sede da Secretaria de Urbanismo às 10h30, tem como objetivo ampliar o diálogo entre os moradores do bairro e a gestão da capital.

“São muitas as demandas que precisam ser tratadas”, enfatiza Godinho.

Estaleiros
O deputado federal Bebeto Galvão (PSB) está liderando em Brasília uma jornada de trabalho para tentar vencer a crise enfrentada pelos Estaleiros Navais, que já iniciaram processo de paralisação, a exemplo do Enseada Paraguaçu, no Recôncavo baiano.

E na noite de ontem, Bebeto teve uma reunião com o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, para cobrar alternativas que possam reverter o impasse, que tem provocado milhares de demissões em todo o país e refletido na economia de diversas regiões, além do caos social como reflexo do desemprego.

Clima quente
O clima no plenário da Câmara de Salvador tem sido quente nos últimos dias.

O ex-líder da oposição na Casa, Gilmar Santiago (PT), bateu forte na prefeitura, ontem e anteontem, ao afirmar que o governo de ACM Neto (DEM) não está priorizando as escolas públicas da periferia da capital.

Quem rebateu foi o vice-líder do governo no Legislativo municipal.

“Acho que o Senhor não está observando e enxergando muito bem, vereador”.

Ônibus
Membro da Comissão de Transporte, Trânsito e Serviços Municipais da Câmara de Vereadores, o vereador Arnando Lessa (PT) criticou ontem a situação do transporte público em Salvador, com ônibus velhos e com circulação de ar precária.

Lessa cobrou do secretário de Mobilidade, Fábio Mota, as notas fiscais da compra e dos emplacamentos dos 700 ônibus novos anunciados pelo prefeito.

Seguridade social
O deputado federal Antonio Brito (PTB-BA) é o novo presidente da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, que tem a função de debater e aprovar posicionamentos em projetos de lei sobre as políticas públicas da saúde, assistência social e previdência.

Ontem, na posse, ele declarou que vai atuar na busca pelo melhor financiamento para a saúde, “bem como ampliar o debate da previdência assistência social no âmbito dessa comissão com os meus pares”.

Colunas anteriores
Outras notícias: mais recentes · mais antigas
SIGA A TRIBUNA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE